parkinson

A constante busca por causas, características e associações para entender melhor a doença de Parkinson leva a descobertas inesperadas. Recentemente, um estudo publicado no periódico Mayo Clinic Proceedings, nos Estados Unidos, mostrou uma relação entre a doença de Parkinson e melanoma, um perigoso câncer de pele.

O estudo mostrou que pacientes de Parkinson têm maior risco de desenvolver melanoma. Chamou atenção que o contrário também é verdadeiro: pessoas com melanoma têm o risco de desenvolver Parkinson aumentado. Ou seja, existe uma relação perigosa entre Parkinson e melanoma.

Os pesquisadores analisaram o histórico médico dos pacientes de uma cidade no estado americano de Minnesota e chegaram às seguintes conclusões:
– Parkinsonianos estão 3.8 vezes mais sujeitos a desenvolver melanoma.
– Pacientes com melanoma tem o risco 4.2 vezes maior de desenvolver Parkinson.

As causas ainda são desconhecidas e mais investigação é necessário. No entanto, os cientistas alertam os médicos neurologistas (que tratam Parkinson), assim como os oncologistas (que tratam câncer), da importância de observar o surgimento de sintomas da outra enfermidade em seus pacientes. Ao divulgar o estudo, Lauren Dalvin, responsável pela pesquisa, afirmou que, no campo de pesquisa, o importante agora é identificar fatores, como respostas imunológicas, exposições ambientais e genes, que conectam Parkinson e melanomas.

Saiba mais sobre causas do Parkinson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close