Comece sempre com doses baixas, vá devagar.

Os produtos a base de canabidiol precisam começar com uma dosagem baixa e gradualmente ir elevando até que a resposta terapêutica desejada seja alcançada. O canabidiol (CBD) é bastante seguro, não tem efeito viciante e não causa euforia.

Quando desejamos utilizar o CBD associado a outros fitocanabinóides, como o THC, por exemplo, começar com pouco sempre será melhor que com muito. Quando utilizamos uma quantidade excessiva, essas substâncias vão para a corrente sanguínea, onde vão inundar os receptores canabinoides conhecidos como CB1 e CB2, que normalmente não ocorre. Quando isso ocorre, esses receptores se afundam nas células, fazendo com que o paciente necessite de uma maior quantidade para obter o mesmo efeito, conhecido como efeito de tolerância.

A dosagem ideal é quando conseguimos encontrar o equilíbrio, que chegue na corrente sanguínea, mas não inunde os receptores. Cada paciente responde ao tratamento com uma dose específica. Alguns fatores que influenciam na hora dessa escolha: peso corporal, idade, altura, se há uso de outros fármacos, entre outros. Precisamos personalizar o tratamento. Cada caso, sempre será um caso.

Precisamos nos conhecer e conhecer nosso sistema endocanabinoide, para isso ocorrer, vá sempre devagar e realize os ajustes semanais até que seu corpo responda de forma positiva o tratamento e você consiga se beneficiar completamente dos efeitos terapêuticos.

Procure um médico e peça orientações em relação ao uso dos canabinoides como forma terapêutica para sua patologia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close